Exercicios de Treinamento Funcional para evoluir na corrida





A escadinha é outra alternativa de equipamento que pode ser usado nos funcionais - Foto: Ricardo Soares
Força, velocidade, equilíbrio, flexibilidade e coordenação motora. Todos esses itens são fundamentais para um corredor. Com o treinamento funcional, é possível trabalhar todas essas vertentes utilizando apenas o peso corporal do praticante. Há também exercícios que utilizam alguns equipamentos, como cones, camas elásticas, bolas, escadinha (foto) entre outros, mas sempre de maneira dinâmica.

Dvd Treinamento Funcional - Core Fitness
Dvd de Alongamento em Esportes
Dvd de Treinamento Funcional


Objetivo do treinamento funcional para o corredor
Esse trabalho melhora o equilíbrio, força, resistência e tempo de reação muscular, coordenação e flexibilidade do atleta. Com esses aperfeiçoamentos, obtêm-se o aprimoramento da postura estática e em movimento, a otimização da utilização dos músculos, refina a execução do movimento de corrida e, consequentemente, eleva o desempenho individual.

Vantagens do treinamento funcional
- Pode ser realizado em diversos lugares, como academias, parques, areia e, até mesmo, em casa;
- Prepara o atleta para a atividade esportiva desejada, proporcionando maior conscientização corporal;
- Não apenas fortalece os músculos, mas treina os movimentos, trabalhando vários grupos musculares;
- É um treinamento motivador, por conta da gama variada de exercícios;
- O treino é adaptado para o atleta, não o contrário.

Leia também:

Como fazer exercícios para estabilizar dores na coluna
Exercícios no parque melhoram humor e aumenta a motivação
Mulher se lesiona mais do que homens no esporte

Como fazer do treinamento funcional efetivo
É importante que um educador físico ou um fisioterapeuta especializado crie essa rotina de atividades. Eles serão capazes de montar o treino de acordo com a necessidade de cada indivíduo. Para o corredor, por exemplo, o trabalho com os membros inferiores é fundamental, assim como o fortalecimento da região do core – que garante a estabilidade na corrida. Os braços podem – e devem – ser exercitados, mas em menor intensidade.

Treinamento funcional na prevenção de lesões
Muitas vezes, corredores se lesionam por causas biomecânicas. Quando não há equilíbrio muscular, o corpo se adapta à sua própria maneira na hora de correr, podendo forçar músculos que não estão preparados. Assim, os treinos funcionais tem o papel de melhorar a mecânica de corrida, por meio dos treinamentos educativos.

Funcionais para corredores

Na cama elástica:
- Equilíbrio em uma perna só
Solicita o glúteo médio (para manter o alinhamento da pelve), o quadríceps  (para a manutenção do joelho levemente flexionado), o glúteo máximo (para evitar a rotação medial do fêmur) e tracking lateral da patela (no joelho). Faça três séries de 30 segundo com cada perna.
- Corrida sem sair do lugar
Trabalha o tríceps sural e glúteo máximo (para a impulsão e extensão de quadril), quadríceps (para a flexão de quadril e extensão do joelho). É um movimento mais próximo do executado na corrida e ajuda a melhorar a mecânica das passadas. Faça três séries de 30 segundos.

Na grama:
Com a ajuda de cones – ou outros objetos que possam demarcar distâncias curtas – faça o skipping baixo – corrida curta, com os joelhos pouco elevados. Trabalha a velocidade, coordenação e força – principalmente no tríceps sural, mas também os glúteos.

No chão:
Os treinamentos educativos para o corredor fazem parte dos funcionais. Todos eles podem ser utilizados, visando o aprimoramento da técnica de corrida.
Fonte: O2


Comente:

Nenhum comentário