Os principios do treinamento funcional





O treinamento funcional foi criado nos Estados Unidos por diferentes e desconhecidos autores. Vem sendo bem difundido no Brasil e ganhando inúmeros praticantes. Seu princípio é preparar o organismo de maneira íntegra, segura e eficiente através do centro corporal, chamado nesse método por CORE.

Alguns desses movimentos representam a volta à utilização dos movimentos humano (empurrar, puxar, agachar, girar, lançar, etc.). Um exemplo contrário a esse método é o trabalho isolado do corpo para gerar um gesto motor específico, como visto na musculação.

Nos treinamentos tradicionais esquecemos do aperfeiçoamento do sistema sensório – motor e proprioceptivo. A postura do corpo humano é controlada diretamente pelo órgão sensitivo que tem como principais objetivos o equilíbrio e a orientação do corpo no ambiente.

Quais as diferenças entre o treinamento com pesos e o treinamento funcional?

A musculação ou treinamento com pesos são formas de exercícios resistidos para o aumento dos músculos esqueléticos. Eles utilizam da força da gravidade (por barras, halteres ou pilhas de peso) para se opor a força gerada pelo músculo por meio da contração concêntrica ou excêntrica. Na musculação usa-se uma variedade de equipamentos especializados para grupos musculares específicos e tipos de movimento.


O treinamento funcional mantêm sua essência como um método de treinamento baseado na melhoria da aptidão física, que se relaciona a saúde, performance e prevenção de lesões do músculo esquelético. Tem como característica a realização da convergência das habilidades biomotoras que o ser humano necessita para produção de movimentos mais eficientes. A vantagem desse método de treinamento é atender tanto o indivíduo que tem mais condicionamento físico quanto o que não tem, criando um ambiente dinâmico de treino.

A utilização de aparelhos alternativos ou acoplados aos aparelhos de musculação, geram maior capacidade funcional dos proprioceptores corporais para das atividades. Contudo, os exercícios podem ser realizados com o peso do próprio corpo, cabos, elásticos, pesos livres, base de suporte instável e reduzida, medicine balls e bolas suíças, trazendo benefícios mais significativos à capacidade funcional do corpo. São exercícios motivacionais e desafiadores, em que o indivíduo que segue esse método, acompanhado de um instrutor capacitado, pode alcançar resultados como a funcionalidade corporal natural de seu organismo, um corpo saudável e bem condicionado. Lembrando que para tudo isso é indispensável o empenho e a dedicação do indivíduo.

O programa de exercícios funcionais traz vários benefícios tanto ao corpo como também a mente.
Algumas são:

  • Desenvolvimento da consciência sinestésica e controle corporal;
  • Melhoria da postura;
  • Melhoria do equilíbrio muscular;
  • Diminuição da incidência de lesões;
  • Melhora do desempenho atlético;
  • Estabilidade articular, principalmente da coluna vertebral;
  • Aumento da eficiência dos movimentos;
  • Melhora do equilíbrio estático e dinâmico;
  • Melhora da força e coordenação motora;
  • Melhora da resistência central (cardiovascular) e periférica (muscular);
  • Melhora da lateralidade corporal;
  • Melhora da flexibilidade e propriocepção.

Vale a pena lembrar que uma avaliação prévia deve ser realizada para que se possam saber quais dessas qualidades e quais padrões de movimentos necessitarão mais atenção na prescrição dos programas de exercícios para serem estimuladas corretamente.

Hoje em dia esse tipo de treinamento é muito utilizado em esportes de alto nível, com exercícios específicos para cada esporte. Muito tempo atrás, por exemplo, o mesmo treino dado ao zagueiro era realizado pelo atacante. Com a vinda do funcional, exercícios específicos são direcionados a cada atleta. Exemplo também muito utilizado no MMA, pois só a musculação não é o bastante para esses atletas que necessitam de forças especificas e movimentos diferenciados. Como agarrar, lançar, deslocar-se, equilíbrio, isometria e muito mais.

Professor Rodrigo Rinaldi


Comente:

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Muitíssimo bem escrito. Obrigado pela informações!!!

    ResponderExcluir