Treinamento funcional trabalha o corpo e a mente







Capaz de aprimorar nossas capacidades físicas e mentais, o treinamento funcional visa melhorar a performance do corpo nas atividades mais básicas do cotidiano. Trata-se de um treinamento inteligente que nos ensina a gerir nossos movimentos do dia a dia de forma integrada e eficiente.


Mais de 100 exercícios de Treinamento Funcional

A prática tem sido considerada como o treinamento do futuro, pois é capaz de "malhar" o corpo e o cérebro ao mesmo tempo. Com o treinamento funcional de origem americana é possível observar o treinamento dos dois hemisférios cerebrais e da cognição.

Benefícios para as atividades do dia a dia

Ao realizar qualquer movimento, seu corpo precisa estar preparado. Isso pode parecer até besteira, mas o fisiologista garante que faz toda a diferença quando chegamos numa idade mais avançada e perdemos força e massa muscular. Mas se utilizarmos o treinamento funcional como coadjuvante da nossa saúde e qualidade de vida, os fatores do envelhecimento são muito amenizados.

Indicado para qualquer pessoa saudável, o treinamento "não é nada de outro mundo", pois é composto de exercícios simples, já que de certa forma fazemos movimentos funcionais no nosso dia a dia. A diferença é que não treinamos esses movimentos de forma sistematizada. Por exemplo: carregar as compras do supermercado até em casa sem cansar, brincar com os filhos, correr com o cachorro e ir até a praia, nadar, correr na areia, fazer barras fixas... o treinamento funcional é capaz de garantir uma boa performance corporal para as diversas atividades do cotidiano.

Basta pensarmos numa pessoa doente, que fica deitada na cama e perde sua funcionabilidade. O corpo tende a reagir quando algo está errado. Muitas vezes, uma hérnia de disco se origina pelo desalinhamento corporal porque o corpo perdeu sua funcionabilidade em alguma cadeia muscular. Esse e outros problemas são trabalhados com o treinamento funcional.

Resultados que vão além da saúde física

O treinamento funcional é uma verdadeira malhação cerebral, pois trata-se do "único treinamento que pode aumentar mais de 20% a capacidade cerebral", enfatiza Paulo. Por meio dele, é possível trabalhar a memória e o raciocínio; o equilíbrio, que é a capacidade do corpo em identificar o espaço em volta dele; exercita-se o aumento da força funcional e também a melhora do engrama neural, que é a capacidade que o cérebro tem para entender o movimento.
Imagine um treinador cerebral dando ordens ao nosso cérebro para reaprender os movimentos para serem melhores executados. Com isso, é possível ganhar flexibilidade, agilidade e lateralidade. Não é somente uma malhação e sim uma filosofia de vida

Treinamento funcional X musculação
Enquanto a musculação exercita os músculos de forma isolada, o treinamento funcional trabalha o movimento global. Na musculação, fazemos uma cadeira extensora para exercitarmos os quadríceps, já no treinamento funcional fazemos um agachamento com rosca direta de bíceps com halteres simultâneos a fim de aprimorarmos nossa concentração e coordenação intermuscular.

Portanto, se a intenção é ganhar massa muscular (hipertrofia muscular severa), esse não é o treinamento mais indicado, pois não vai ter isolamento muscular e exige muito do sistema nervoso central. Mas para quem tem interesse em condicionamento físico, emagrecimento e bem-estar, esse é o melhor treinamento. O treinamento funcional exige muito mais do metabolismo e o gasto calórico é alto, auxiliando na perda de peso.

Paulo aconselha a completar a musculação com o treinamento funcional, pois é possível trabalhar todos os músculos de forma simétrica. Treinamos a musculatura agonistas e antagonista ao mesmo tempo. Por exemplo, em uma academia de musculação só temos a cadeira adutora para treinarmos essa musculatura em máquinas. Em contrapartida, para os quadríceps temos inúmeros equipamentos, para os femurais também temos essa defasagem. Mas no treinamento funcional, quando fazemos um agachamento em superfície instável utilizamos, no mesmo movimento, todas as musculaturas do quadríceps, femural adutores e inclusive as musculaturas profundas em simetria.

Treinamento para iniciantes

Como o treinamento funcional exige muito envolvimento do sistema nervoso central, o fisiologista e personal trainer recomenda treinar de 2 a 3 vezes na semana o mesmo movimento. Os movimentos exigem muito do sistema nervoso cerebral, e por isso não devem ser feito todos os dias da semana.

Treinamento em nível avançado

Pessoas bem preparadas devem treinar todos os dias movimentos diferentes. O mais adequado é termos uma progressão em treinamento funcional.

Como é feito o treinamento funcional?

O treinamento funcional pode ser feito com alguns equipamentos específicos, entre os principais estão a bola suíça, o cinto de tração, medicine bol, bosu, mini trampolim, Power plate, theraband e até cones. São usados no treinamento funcional equipamentos conhecidos, como bola, corda, prancha, escadas e elásticos, que vão estimular a eficiência dos movimentos primários do corpo, como agachar, empurrar, pular, girar, puxar, levantar, e não somente os músculos.



Comente:

Nenhum comentário