Vantagens e Desvantagens do método HIIT






O HIIT é uma sigla para "high intensity interval training", ou treinamento intervalado de alta intensidade. O HIIT consiste em realizar esforços de alta intensidade e curta duração intercalados com períodos de recuperação. O HIIT veio trazer tudo que as pessoas precisam: muita eficiência em pouco tempo. E a proposta é atraente, pois pode-se conseguir melhoras de performance, saúde e estética com treinos que podem ter apenas 4 minutos de duração.

Use o HIIT e torne-se um especialista na área com resultados concretos e alunos que emagrecem de forma rápida e definitiva. 

A maior vantagem desse tipo de treino é aumentar o efeito EPOC, ou seja, o excesso de consumo de oxigênio pós-exercício. Quando você treina pra valer, o corpo demora várias horas para voltar ao seu estado normal. Durante esse tempo, o metabolismo continua acelerado e, com isso, mais calorias são gastas durante as próximas 24 horas!

Melhora também a Capacidade Cardiovascular, pois aumenta a absorção de oxigênio (V02 Max ou capacidade aeróbica) de forma mais rápida do que exercícios aeróbios de baixa intensidade, bem como, auxilia a produção de hormônios para lipólise.

Apesar de já ter falado de muitos benefícios acima, vou citar mais algumas algumas vantagens do HIIT como:

  • Treino em tempo menor que o convencional: o próprio treino do método Tabata (20seg por 10seg) dura apenas 4 minutos, com aquecimento de 10 minutos e uma recuperação de 5, temos um treino de apenas 20 minutos.
  • Não requer aparelhos: você não precisa de máquina nem halteres, o HIIT pode ser feito em uma corrida ou com exercícios simples como agachamento e abdominal.

Porém, também temos algumas desvantagens, devido o treino ser de alta intensidade, deixando o nosso organismo acima do nosso limite, pode gerar inúmeros desconfortos:

  • Náusea: a náusea pode ocorrer devido a má alimentação antes do exercício, não dando tempo para uma digestão adequada. Ou pelo aumento de ácido lático, que em excesso deixa o sangue ácido e para o sangue normalizar manda o ácido para o estômago para que seja expelido.
  • Tontura: Intensidade altas geram maior aumento da pressão arterial seguidas de quedas rápidas da pressão, principalmente com exercícios resistido. Em um agachamento, por exemplo, o músculo fica contraído pressionando a artéria, o coração bate mais forte e mais rápido, para suprir a demanda, imagine a pressão que essa artéria e todo o sistema circular sofre, quando termina atividade o músculo relaxa liberando a passagem da artéria, nesse momento temos uma forte queda da pressão o que gera tonturas e desmaios.
  • Desmaio: Devido ao processo que explicamos acima, pode se ocorrer desmaios em treinos de HIIT.
  • Dor de cabeça: o maior consumo de nutrientes e o aumento de sudorese provoca desidratação e perda de eletrólitos, o que pode gerar uma dor de cabeça momentânea.
  • Câimbras: Devido ao maior consumo de nutrientes e alto nível de estresse muscular é possível ter câimbras durante ou após os treinos.
  • Maior risco de lesão: Levar o músculo em seu nível máximo pode promover lesões, principalmente quando há fortes sinais de fadiga e quando o movimento do exercício não está correto.
  • Rabdomiólise: Treino em alta intensidade em excesso pode provocar a morte das células muscular, a célula muscular ao morrer libera o mioglobina para corrente sanguínea que é totalmente tóxica, podendo gerar uma insuficiência renal.

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui



Dicas para profissionais
  • Treino Funcional e Cross - Passo a Passo (em vídeo)
  • Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
  • Formação em Treinamento e Preparação Física Funcional ONLINE

  • Comente:

    Nenhum comentário