Adote o treinamento funcional na areia






O treinamento funcional agrega o trabalho de diferentes habilidades em um único exercício. Por exemplo: é possível trabalhar a força, o equilíbrio e a flexibilidade de uma vez só. Para iniciar não é necessário já ser adepto de atividades físicas, qualquer um pode praticar- desde que tenha aval médico. Mas será que esse treino na areia é uma boa pedida no verão?

É uma boa pedida sim! Além do treino funcional na areia ser mais intenso, também há diminuição do impacto sofrido pelas articulações, já que o terreno é mais propício a absorver o peso do indivíduo.

Um terreno com menos impacto é uma ótima forma de elevar o volume semanal de treinos e poupar articulações e ossos, evitando, por exemplo, a canelite, uma inflamação que agride o principal osso da canela, a tíbia, ou os tendões e músculos que a cercam. Contudo, esse terreno proporciona uma grande exigência muscular, pois faz-se muita força no momento da propulsão (impulso para frente) ou quando tiramos o pé da areia. Ou seja, a areia oferece maior intensidade no treinamento e maior aumento de gasto calórico.

Em relação à areia, há dois tipos de terreno: areia fofa e areia dura. Correr na areia dura é muito parecido com correr no asfalto, mas há o agravante de que a maioria dos lugares onde a areia é dura o terreno é muito inclinado, prejudicando a coluna vertebral do atleta. Já na areia fofa há menor impacto articular e maior desequilíbrio. Essa instabilidade do terreno, para quem não é forte o suficiente (ausência dos treinos na musculação), pode desencadear problemas crônicos como lombalgia (dor na região lombar, região mais baixa da coluna perto da bacia). Ao realizar o treinamento físico no asfalto ou em uma quadra, a possibilidade de existirem torções nas articulações é reduzida, pois o terreno é regular, porém o impacto nas articulações é maior, podendo provocar outros tipos de lesões nas articulações dos joelhos e tornozelos.

Em resumo, o treinamento funcional busca otimizar as principais funções do corpo: agachar, puxar, empurrar, saltar, correr, estabilizar, lançar. Seu objetivo é ampliar a capacidade das valências físicas (força, resistência, flexibilidade, agilidade, potência) com um treino progressivo e bem orientado.

Comente:

Nenhum comentário